47%


Faça o seu depósito no
Banese - Ag. 051 - C.C: 03/100.111-9

Faltam7 dias
Peça sua Oração
Peça sua Música
Reclamações

Vídeos

Dom João convoca paróquias para um gesto contra a legalização do aborto

 

O arcebispo metropolitano de Aracaju, Dom João Costa, está pedindo uma grande manifestação contra a legalização do aborto no Brasil, em todas as comunidades paroquias da nossa Arquidiocese. Para que fique claramente demonstrada a posição da Igreja em defesa da vida humana, desde a sua concepção até a morte natural, ele pede que os sinos de todas as igrejas sejam repicados pontualmente às 18h desta quinta-feira, 2 de agosto. Dom João também sugere que, após esse gesto, as paróquias promovam um breve momento de oração e Adoração ao Santíssimo Sacramento.

 

Os cristãos, segundo o arcebispo, devem se posicionar vigorosamente contra todas as tentativas de legalização do aborto. “Ceifar a vida em formação é um ato abominável. As famílias, a sociedade e o estado têm o dever de defender o direito à vida em todas as suas circunstâncias”. Uma das ameaças contra a vida, alerta Dom João, é uma ação movida pelo PSOL, no Supremo Tribunal Federal, que pede a descriminalização do aborto até a décima segunda semana de gestação.

 

Essa infeliz ação do Partido Socialismo e Liberdade será debatida em audiência pública, de 3 a 6 de agosto, no Supremo Tribunal Federal, em Brasília.

 

Em um artigo intitulado “A vida acima de tudo”, Dom João Costa afirma que “matar é, religiosamente, um pecado. Matar é, moralmente, um ato reprovável. Matar é, juridicamente, um crime. E, sendo espiritualmente pecado, a morte deve ser evitada e combatida por todos os cristãos e por todas as cristãs. Assim sendo, devemos lembrar dessas palavras do apóstolo Paulo: “Assim também vós considerai-vos mortos para o pecado e vivos para Deus em Cristo Jesus” (Rm 6,11). Enfim, defender a vida é viver para Deus.

Dom João convoca paróquias para um gesto contra a legalização do aborto

O arcebispo metropolitano de Aracaju, Dom João Costa, está pedindo uma grande manifestação contra a legalização do aborto no Brasil, em todas as comunidades paroquias da nossa Arquidiocese. Para que fique claramente demonstrada a posição da Igreja em defesa da vida humana, desde a sua concepção até a morte natural, ele pede que os sinos de todas as igrejas sejam repicados pontualmente às 18h desta quinta-feira, 2 de agosto. Dom João também sugere que, após esse gesto, as paróquias promovam um breve momento de oração e Adoração ao Santíssimo Sacramento.

 

Os cristãos, segundo o arcebispo, devem se posicionar vigorosamente contra todas as tentativas de legalização do aborto. “Ceifar a vida em formação é um ato abominável. As famílias, a sociedade e o estado têm o dever de defender o direito à vida em todas as suas circunstâncias”. Uma das ameaças contra a vida, alerta Dom João, é uma ação movida pelo PSOL, no Supremo Tribunal Federal, que pede a descriminalização do aborto até a décima segunda semana de gestação.

 

Essa infeliz ação do Partido Socialismo e Liberdade será debatida em audiência pública, de 3 a 6 de agosto, no Supremo Tribunal Federal, em Brasília.

 

Em um artigo intitulado “A vida acima de tudo”, Dom João Costa afirma que “matar é, religiosamente, um pecado. Matar é, moralmente, um ato reprovável. Matar é, juridicamente, um crime. E, sendo espiritualmente pecado, a morte deve ser evitada e combatida por todos os cristãos e por todas as cristãs. Assim sendo, devemos lembrar dessas palavras do apóstolo Paulo: “Assim também vós considerai-vos mortos para o pecado e vivos para Deus em Cristo Jesus” (Rm 6,11). Enfim, defender a vida é viver para Deus.

   Página de 28     ( Total de Registros: 139 )

 

 
© Copyright 2009  Rádio Cultura de Sergipe
Rua Simão Dias, 643  Centro · Aracaju/SE
(79) 3226-8710 · 3226-8704 · 3226-8700  |  cultura@cultura670.com.br
 
 
 
Desenvolvido por Forma&Cor - Comunicação e Design