65%
Faça o seu depósito no
Banese - Ag. 051 - C.C: 03/100.111-9
Faltam3 dias
Peça sua Oração
Peça sua Música
Reclamações
DOM JOÃO JOSÉ COSTA
DOM JOÃO JOSÉ COSTA

BIOGRAFIA DE DOM JOÃO JOSÉ COSTA,

NOMEADO PELO PAPA FRANCISCO NO DIA 05 DE NOVEMBRO DE 2014,

ARCEBISPO COADJUTOR DE ARACAJU



Natural do município de Lagarto – SE, Dom Frei João José Costa é filho de Noêmia Lima de Menezes e Francisco Barbosa da Costa (in memoriam). É o 12º filho dum total de 18 irmãos, nasceu no dia 24 de Junho de 1958.

 

Desde a infância, já manifestava o desejo de ser sacerdote. Sua irmã Iolanda comenta que certo dia ele pediu para sua mãe dizer ao seu pai do seu desejo de ser padre. Seu pai, um homem muito religioso, respondeu que se essa fosse a vontade dele, ele o apoiaria.


Na vida religiosa em sua capela, que é dedicada a Santa Catarina de Sena, dedicou-se a evangelização e aos domingos celebrava o Culto Dominical.

 

Para iniciar seus estudos, tinha que caminhar muito para chegar até a casa de sua primeira professora, Dona Inês, a qual acolhia os alunos em sua residência, pois neste tempo ainda não havia escola em seu povoado. Desde jovem era uma pessoa muito dada ao serviço, o que leva-nos a intuir o motivo da escolha de seu lema episcopal “Servo por amor”. Sempre foi tido por todos como uma pessoa educada, dócil, carinhosa, bondosa, atenciosa e calma.

 

No ano de 1978 deixou seu Povoado Cajazeiras para ir morar no centro da cidade, na casa de sua irmã Fátima, localizada na Praça do Gomes, e continuar seus estudos de primeiro grau no Colégio Laudelino Freire. Neste período, trabalhou como sacristão da Paróquia Nossa Senhora da Piedade, cujo Pároco é o atual Bispo da Diocese de Propriá, Dom Mário Rino Sivieri. Concluídos os estudos do primeiro grau, no ano de 1982 foi morar na cidade de Camucin de São Felix para estudar o 2º grau já como postulante da Ordem do Carmo. 

 

Apresentado à Ordem do Carmo, pelo então Monsenhor Mário, decidiu entrar na mesma. Já na Ordem do Carmo, iniciou o noviciado 1985, fazendo os primeiros votos em 1986 e em 1988 fez seus votos perpétuos.

 

Concluiu os estudos filosóficos em Brasília no Seminário Nossa Senhora de Fátima e iniciou os estudos Teológicos em São Paulo no Instituto Teológico de Estudos Superiores (ITESP), concluindo-os em Recife, no Instituto Franciscano de Olinda (IFTO). É Licenciado em Filosofia pela Universidade Estadual do Ceará em Sobral.

 

Em 13/12/1992 foi ordenado sacerdote e nomeado conselheiro Provincial dos Carmelitas em 1993. Ainda em 1993 foi enviado ao Convento de São José da Princesa Isabel, sendo nomeado Administrador Paroquial das Paróquias Divino Espírito Santo e Santa Terezinha, na Paraíba. Em 1996 foi novamente eleito Conselheiro Provincial e em 1999 foi escolhido Provincial da Ordem, sendo reeleito em 2003. 


Foi Conselheiro, Prior do Convento do Carmo e formador do postulantado em São Cristóvão/SE, sendo também Vigário Paroquial da Paróquia Nossa Senhora da Vitória. Neste período, prestou assistência espiritual na Fazenda da Esperança em Lagarto/SE. 

 

Em 07/01/2009 foi eleito Epíscopo pelo Papa Bento XVI para a Diocese de Iguatu/Cerará e ordenado Bispo no dia 19 de março de 2009, na sua cidade natal, pelas mãos do senhor Arcebispo Metropolitano de Aracaju, Dom José Palmeira Lessa. Escolheu como lema para seu episcopado “Servo por Amor”. 


Tomou posse na Diocese de Iguatu no dia 18 de abril de 2009 permanecendo na mesma por pouco mais de 5 anos. Lá realizou inúmeras atividades, dentre as quais a Assembleia Diocesana de 2013 que teve como tema “Lembra-te, Diocese de Iguatu: permanecendo em mim produzirás muitos frutos; um conjunto de obras físicas: reforma e ampliação do Diocesano transformado em Hotel; construção da Casa Irmã Dulce para abrigar acompanhantes de doentes internados no Hospital Regional de Iguatu; reforma da residência episcopal e construção de casas, apartamentos e prédio comercial para aluguel.


Em 05 de novembro de 2014, foi nomeado bispo coadjutor na Arquidiocese de Aracaju, pelo Papa Francisco.


Na celebração de despedida da Diocese de Iguatu suas palavras destacadas foram: “Busquei seguir o meu lema episcopal ‘Servir por amor, trabalhar intensamente e acolher o povo com ternura’”.


Nomeado como Arcebispo Coadjutor tem direito sucessório pelo direito canônico, ou seja, quando D. Lessa apresentar renúncia, Dom João Costa assumirá imediatamente como novo Arcebispo de Aracaju.

 

Aos 4 de janeiro, às 16h,  Dom João José Costa, foi apresentado oficialmente ao clero e ao povo com uma missa presidida pelo Arcebispo de Aracaju, Dom José Palmeira Lessa e concelebrada pelos Bispos da Província Eclesiástica de Sergipe e de outras Dioceses do Nordeste.

 

Dona Noêmia, mãe de Dom João, irmãos, tios, sobrinhos, milhares de fieis, religiosos, religiosas, sacerdotes, movimentos, pastorais, comunidades e leigos em geral participaram da celebração. O vice-governador do estado, Belivaldo Chagas representou o governador, Jackson Barreto, já o Secretário de Planejamento da Prefeitura de Aracaju, Igor Albuquerque, representou o Prefeito da Cidade, João Alves Filho. O ex-governador, Albano Franco e outras autoridades também estiveram presentes.

 

A Rádio Cultura de Sergipe transmitiu ao vivo toda a celebração levando aos lares sergipanos esse momento histórico para toda Arquidiocese de Aracaju.


 

Por: Pe. Jânison de Sá / Seminaristas: Afonso, Alisson e Fagner / Adaptação: Ana Célia Marques - Rádio Cultura de Sergipe






Veja Mais
No momento não há dados a exibir.

 

 
© Copyright 2009  Rádio Cultura de Sergipe
Rua Simão Dias, 643  Centro · Aracaju/SE
(79) 3226-8710 · 3226-8704 · 3226-8700  |  cultura@cultura670.com.br
 
 
 
Desenvolvido por Forma&Cor - Comunicação e Design